.
.
Melancia

melancia


.com.br

 
ORIGEM NUTRIÇÃO SAÚDE BENEFÍCIOS CALORIAS VIAGRA NATURAL ESCULTURAS ARTIGOS ANUNCIE AQUI
........

 

Preço da melancia despenca na Europa

Recessão europeia prejudica a exportação de melancia e melão e coloca os produtores em alerta.
 
Por Spread Content
Melancia da América Central
Melancias produzidas na América Central
 
A Europa continua sendo o maior mercado de melancia para os exportadores da América Central e Caribe, mas a recessão econômica de países como a Espanha, portão de entrada do produto na Europa, tem feito o preço da melancia despencar.

No Panamá, onde ocorre o 20º Congresso Internacional de Produtores e Exportadores de Melancia e Melão da América Central, as perspectivas econômicas estão sendo analisadas e debatidas.

Alexis Bravo, presidente da Grantap – União de Agroexportadores do Panamá, disse que apesar de tudo, vê um horizonte positivo para o mercado europeu de melancia, em que pese a forte retração de alguns mercados específicos, como o da Espanha.

Além disso, Bravo ressaltou que a Europa passou por uma onda de frio mais intensa durante o mês de janeiro, que teve reflexos até junho, o que afetou o consumo de melancia e melão.

O líder panamenho ainda afirmou que a maior preocupação reside na vida útil limitada das frutas e que ainda não há dados finais sobre os prejuízos porque algumas empresas exportadoras ainda possuem estoque para vender.

Segundo Bravo, os produtores se esforçam para alcançar os rígidos padrões de qualidades impostos por mercados competitivos como Alemanha e Reino Unido, que são mais estáveis, diminuindo a dependência pontual de um ou outro país mais instável

Um dos objetivos do congresso em curso, é fazer rodadas de negociações com a participação de todos os compradores, a fim de “que seja justo para todos”, disse Bravo.

Nesta rodada de negociação, os principais produtores da América Central, incluindo os principais, como Honduras e Guatemala, estarão frente à frente com os principais compradores europeus : Holanda, Espanha, Alemanha, Reino Unido, Rússia e Polônia.

Os Estados Unidos deverão se juntar as negociações, alinhados com os compradores europeus.

Segundo o presidente da Grantap, ainda que 80% da produção do Panamá se destine à Europa, os Estados Unidos são importantes, e são responsáveis por 20% das exportações de melancia e melão.

Neste sentido, Bravo defende o investimento no mercado americano, para que as exportações se equilibrem, e que os percentuais se dividam em 50% para a Europa e 50% para os Estados Unidos.

Desta forma, o mercado ficaria mais estável e os produtores teriam alternativas para as oscilações pontuais de cada mercado.

 
SC1120910OP1120828
© COPYRIGHT SPREAD CONTENT - Todos os Direitos Reservados
Online Protected - COPYSCAPE, LEGAL COPYRIGHT, SPREAD CONTENT
.
Protegido por Rastreamento Online.
Proibida reprodução ou utilização, no todo ou em parte, a qualquer título, sob as penas da lei.

Ver Mais
 
 
Set White Down Compartilhar e Comentar
 
 
  .  
 
 
 
 
 
 
 
.
.
Política de Privacidade   Termos de Uso   Direitos Autorais   © Copyright   Soluções de Publicidade   Contato   • Mapa do Site
.